web stats

Campanha pretende ampliar número de diagnósticos precoces em Câncer de Cabeça e Pescoço

A Associação Brasileira de Câncer de Cabeça e Pescoço (ACBG Brasil) realiza neste mês a 8ª Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço, com o tema “Vejo flores em você! Não permita que tumores brotem!”. O objetivo é alertar a população sobre a importância do autocuidado e atenção aos primeiros sinais e sintomas da doença.

Este ano a Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço ocorre até o dia 5 de agosto, em apoio ao combate ao câncer de pulmão e o PL 4047/2023, que institui a campanha “Agosto Branco”, recém aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados e agora segue para análise do Senado Federal.

Assim sendo, temos o 27 de julho o dia mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço e 1 de agosto o dia mundial de Combate ao Câncer de Pulmão, abordando a metástase de ccp que afeta o pulmão.

O objetivo principal da campanha é ampliar o número de diagnósticos precoces, evitando, assim, o crescente número de óbitos e mutilações graves que comprometem funções vitais dos pacientes como a fala, respiração, alimentação, visão, audição e cognição.

“Receber o diagnóstico de câncer ainda assusta as pessoas; elas se desesperam pelo estigma que a doença ainda tem junto à sociedade. A medicina evoluiu muito e, nos diagnósticos precoces, muitos cânceres são curados. Os diagnósticos nesta região do corpo não podem continuar chegando tardiamente”, pois causam mutilações irreversíveis, destaca a Fundadora e Presidente Voluntária da ACBG Brasil, Melissa Medeiros.

HAM – O Hospital Aristides Maltez é o único Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) do estado da Bahia e oferece assistência integral, geral e especializada, ao paciente com câncer. Eles atuam no diagnóstico e tratamento do paciente. Os números de incidência de câncer no mundo e no Brasil estão aumentando anualmente.

Para o triênio 2023-2025 o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima 704mil casos, sendo 40 a 45 mil pessoas acometidas por câncer de Cabeça e Pescoço em 2023. E destes, para o sítio de cabeça e pescoço temos como mais incidentes: cavidade oral com cerca de 15.100 casos, laringe com cerca de 7.790 casos e o câncer de tireóide com cerca de 16.660 casos. Nos últimos anos o câncer de tireoide teve um aumento estimado em cerca de 20% .

Segundo o médico Lucas Silva, coordenador de Cabeça e Pescoço do HAM “Os pacientes portadores de câncer de cabeça e pescoço necessitam de um atendimento multidisciplinar envolvendo diversas especialidades: Radioterapia, Oncologia Clínica, Fonoaudiologia, Odontologia, Enfermagem, Nutrição, Serviço Social, Medicina Nuclear, Psicologia, Fisioterapia, ente outros”.

oncologista

Lucas Silva, coordenador do setor de Cabeça e Pescoço do HAM (Foto: divulgação)

O hospital também é o único que oferece reabilitação fonatória aos pacientes submetidos a laringectomia total com a prótese fonatória e a laringe eletrônica – ambos já autorizados no SUS. E a reabilitação com prótese maxilo-facial.

Tipos

Pele: O câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e, segundo o INCA, corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Se for detectado e tratado precocemente, apresenta altos percentuais de cura. Entre os tumores de pele, é o mais frequente e de menor mortalidade, porém, se não tratado adequadamente pode deixar mutilações bastante expressivas

Já o tumor de pele melanoma tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e é mais frequente em adultos brancos. O melanoma pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Nos indivíduos de pele negra, ele é mais comum nas áreas claras, como palmas das mãos e plantas dos pés. É o tipo mais grave, devido à sua alta possibilidade de provocar metástase (disseminação do câncer para outros órgãos).

Tireoide: é o tumor endocrinológico mais comum e ocupa papel importante nos carcinomas de toda região da cabeça e pescoço. A doença afeta cinco vezes mais as mulheres do que os homens. Pela mais recente estimativa brasileira (2023), é o terceiro tumor mais frequente em mulheres na Região Sudeste e na Região Nordeste (sem considerar o câncer de pele não-melanoma).

Cavidade Oral: tumor maligno que afeta os lábios e as estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca (palato), língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua (assoalho da boca). É o quinto tumor mais frequente em homens no Brasil.

A maioria dos casos é diagnosticada em estágios avançados. O tabaco e o álcool são os principais fatores de risco para este tipo de câncer. Outros fatores como a dieta pobre em frutas e vegetais, a infecção pelo vírus HPV e a exposição dos lábios ao sol sem proteção também aumentam o risco de câncer de boca.

Metástase de pulmão de câncer de cabeça e pescoço: As metástases pulmonares podem ocorrer no câncer de cabeça e pescoço, sendo o principal subtipo o carcinoma espinocelular ou carcinoma de células escamosas, representando 66% das metástases à distância.

Este carcinoma é um dos mais associados ao câncer de cabeça e pescoço, sendo o principal de boca, garganta e laringe e a segunda forma mais comum de câncer de pele. Este é, geralmente, um sinal de doença avançada. Não se trata de um câncer de pulmão, mas é considerado um tumor secundário — originado em outro local e disseminado para o órgão.

LEIA MAIS: Bom Dia Bahia: entenda o stalking, quando a admiração vira crime de obsessão

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Siga a gente no InstaFacebook e Twitter.  Envie denúncia ou sugestão de pauta para (71) 99940 – 7440 (WhatsApp).

O post Campanha pretende ampliar número de diagnósticos precoces em Câncer de Cabeça e Pescoço apareceu primeiro em Aratu On – Notícias da Bahia e dos baianos.

About admin